Quem sou eu

Minha foto
A REDE SOCIOASSISTENCIAL DO DISTRITO DE PERUS é composta por um agrupamento de diferentes instâncias com objetivos comuns de: estimular a comunidade de Perus a tornar-se um sujeito de ações cidadãs minimizando o grau de vulnerabilidade local. Somos articuladores, mediadores e multiplicadores, na medida em que detectamos, analisamos e encaminhamos as ações propostas para os recursos disponíveis articulados por representações da rede privada e pública nas áreas: social, saúde, educação, meio ambiente, cultura, esporte e lazer, subprefeitura entre outras.

28 de jan de 2015

Ata Reunião 29-10-2014

Ata da reunião da Rede Perus, realizada em 29/10/14 no NCI – Núcleo de Convivência do Idoso

Primeiro foi feita à leitura da Ata da reunião anterior, sendo apontadas correções a serem feitas.
Christian relatou o documento produzido pela Rede de Drogadição, destacando todo andamento das ações, destacou as orientações sobre certificados, esclarecimentos sobre as informações disponíveis no site e a continuidade do processo. Enfatizando que  alguns certificados voltaram e, quem não recebeu necessita entrar em contato por e-mail. Comentou, especialmente, sobre as dificuldades de realização do evento, em função de problemas de infraestrutura, mas que o resultado final compensou as dificuldades.
O evento realizado no mês de setembro no CEU Parque Anhanguera contou com a presença de 201 participantes.
Cristiane do SASF destacou a importância desse evento e da consolidação da Comissão de Drogadição no âmbito das Redes Anhanguera e Perus.
Márcia do CCM, falou pelo Susdance, a pedido da Nara, esclarecendo sobre o projeto e coisas que devem ser desenvolvidas ao longo da execução, afirmou que não deve ficar restrito apenas a questão da drogadição, mas ampliar a discussão para outros valores, tais como: gênero, violência doméstica, bulling etc. Pediu que a Rede entre no Projeto, não ficando restrita a participação às UBSs, os talentos para a construção do Projeto devem sair da própria Rede.
Felipe da UBS Vila Caiúba, relatou que estão visitando as escolas da região e que várias já foram visitadas: Gavião Peixoto, Filomena, Badra, Florestan Fernandes, Manuel Bandeira e Jardim da Conquista. Esclareceu que a comissão foi dividida em Núcleos para assim facilitar a ação. Dia 30/10 haverá uma reunião de professores mediadores onde este tema será tratado. As discussões serão aprofundadas na reunião que se realizará em 05/11.
Márcia do Gavião Peixoto, destacou a importância da pesquisa feita sobre o uso de drogas, sendo que alguns professores já fizeram a formação do SENAD para poder enfrentar essa questão. Afirmou que o trabalho efetivamente será realizado apenas em 2015 e o produto final em junho. Afirmou que precisamos tomar cuidado, pois o prazo é curto e necessitamos de apoio dos participantes da Rede.
Márcia do CCM colocou que o foco será essencialmente as escolas, pois essas participam de uma forma mais forte, já que é necessário que todos os professores, de todas as áreas, se envolvam e utilizem os temas nas suas práticas pedagógicas. Questionou se todos receberam as informações sobre as reuniões, que é muito importante que todos participem de forma intensa, buscando apoiadores, pessoas que arquem com os custos, Propôs que na próxima reunião do dia 05/11 as pessoas já tenham pensando em como poderão colaborar.
Felipe destacou que é importante que os papeis e as colaborações sejam definidas e que recursos sejam buscados no comércio local.
Márcia do CCM sugeriu que cada escola participante crie uma comissão interna para tocar o projeto do Susdance.
Christian destacou que a escola tem que se apropriar do projeto para dar corpo a sua participação.
Claudia informou que as UBSs já vem discutindo os trabalhos que já são feitos, especialmente nas questões de sexualidade. A EMEF Jardim da Conquista terá um apresentação de teatro que tratará do tema.
Márcia do CCM esclarece que precisamos buscar uma fala única e um debate junto aos jovens para entender o que eles realmente querem.
Christian colocou que por questão de coerência, já que o Projeto Susdance, foi apresentado na reunião da rede ampliada, que seria necessário que pelo menos uma escola da Rede Anhanguera participasse, que seria uma questão ética.
Márcia do CCM afirmou que esse assunto foi comentado em reunião anterior.
Joice, também, corroborou essa posição. Algumas questões ficaram em aberto, incluir uma escola e fomentar as ações nela.
Anita do CRAS, afirmou que acredita que Perus acabou sendo privilegiado, sendo que a Rede Anhanguera tem estrutura e poderia tomar para si a realização do projeto na região.
Ariana e Marcelo ficaram de analisar a questão da participação da Rede Anhanguera no projeto Susdance.
Márcia do gavião Peixoto esclarece que já foi falado pela Nara que esse Projeto é aberto, levantando a importância de que a Comissão seja única e que inclua as duas regiões, de tal forma que na próxima reunião do dia 05/11 a questão será discutida. Camila e André – CAPS, aderem a comissão SUSDance.
Ivan do MSE destacou que pelo os atores sociais da Rede Anhanguera devem participar, porém, Christian destacou que para participar não é necessário estar na Comissão, e esta deve incluir todos os CCAs.

Beth (biblioteca) , informa que temos que deixar claro qual foco de trabalho abordaremos.
Márcia do CCM informa e pede a confirmação das pessoas que se ofereceram para ser da Comissão e que estas devem ir pensando em que grupo de trabalho pretendem se encaixar.
Antonio do Conselho tutelar relata que entrou em contato com as escolas, porém, sente que as escolas não estão querendo se envolver. Alerta que até o dia 03/11 tem que apresentar os inscritos na conferência lúdica, pergunta ao grupo, se eles acreditam que as pessoas não estão percebendo a importância do evento, alertando que houve um custo alto de investimento e ele percebe que a população não adere. Várias pessoas estão fazendo contatos para viabilizar a realização da conferência, pede que quem puder agilize a participação e divulguem o evento. Relata, também, que soube de conferência já realizadas e que não forma bem sucedidas.
Cristiane do Sasf reforça sobre o abaixo assinado pedindo alteração na linha de ônibus 8010 Foram distribuídos alguns abaixo assinado impressos que serão recolhidos na próxima reunião. Márcia do CCM falou que algumas pessoas não concordam com o proposto, pois deixaria a linha mais longa e Vilma destaca a importância de atender essa região, pois assim que houvessem as mudanças as pessoas seriam melhor atendidas.

A Próxima reunião será realizada no dia 26/11/14 no SASF, Rua Sales Gomes, 154,às 9:00 horas.

Também foi falado sobre a nova coordenação da Rede, porém antes de acordamos esse assuntos, o Christian sugeriu que tivéssemos previamente combinado os meses em que a reunião fosse da rede ampliada, ao invés de serem feitas duas atas, como são feitas atualmente, como se fossem duas redes, fossem redigida apenas uma, ficando sob responsabilidade do território onde a reunião estiver acontecendo.

Christian alertou que colocou algumas fotos no blog da Rede, caso alguém se sinta incomodado é só solicitar que ele retira.

Por fim a nova comissão ficou definida: Christian - NPJ e Eleni - CCA Recanto III

Informes

Márcia do CCM – Campanha “16 dias de ativismo de combate à violência contra a mulher”, será no dia 10/12, dia Internacional dos Direito Humanos. No dia 26/11 as 14h haverá uma roda de conversas sobre a imagem da mulher na mídia, especialmente, da mulher negra. No dia 27/11 haverá uma tenda no calçadão para distribuir panfletos e informar sobre os serviços, será das 10h às 16:30h. Márcia pede que sejam feitas cópias do miniguia.

No dia 02/12 no CCM haverá uma roda de conversas sobre a Lei Maria da Penha, será das 10h às 12h e das 14 às 16h.

Camila do Caps falou sobre o I Encontro de Saúde Mental que será realizado no CEU Perus no dia 03/11 das 10h às 15h, afirmou que passará o convite no e-mail da rede.


Ata elaborada pelas coordenadoras Elizabeth e Cristiane


Nenhum comentário:

Postar um comentário